O  Guia de Estilo de Tradução foi escrito em 2001, mas ainda é uma referência para os tradutores brasileiros de software livre.

Mais recentemente, alguns tópicos foram discutidos:

  • Botões, itens de menu, nomes de janela, opções de configuração etc. têm seus verbos principais no infinitivo: Cancelar, Salvar como, Selecionar um arquivo etc, Verificar o iniciar o programa, etc.
  • Dicas de ferramentas (tool tips) têm seus verbos principais no presente: Desfaz a última ação, Salva com um nome de arquivo diferente, etc.
  • Descrições de programas têm seus verbos principais no imperativo: Gerencie suas fotografias, Reproduza arquivos de vídeos e áudio, etc.
  • Itens de menu, títulos de janela, rótulos de botões etc, que em inglês usam iniciais maiúsculas (header case), em português seguem as regras ortográficas usuais: só têm iniciais maiúsculas a primeira palavra da expressão, e os nomes próprios (sentence case). Por exemplo: Salvar como, Visualizador de Imagens (no caso do eog), Mais ações..., etc. (Observação: a tradução de capitalization é "maiusculização", não "capitalização".)

Equipes de tradução específicas podem ter seus respectivos guias de estilo.